Sobre The Hives, The Killers e meu amor pelo indie rock

Eu estava tentando não falar muito sobre música aqui no blog, pois acho que meu gosto não é muito convencional ao ouvido de todos. Parto do principio do fone de ouvido, aonde só eu escuto o que está tocando. Não ligo o som do carro ou de casa no ultimo volume, fazendo com que todos escutem junto comigo as músicas (e se colocasse o som de caso no ultimo volume, até o Hugo Chaves ia ter que ouvir, porque é bem alto mesmo), porque acho que isso é uma tremenda falta de educação e não gosto quando fazem isso comigo.

Porém hoje (16 de maio) fica impossível não falar de música. Isso tudo porque eu voltei a ouvir os dois CDs que eu mas gosto: Vini, vidi, vincius do The Hives e Hot Fuss do The Killers. Simplesmente sou apaixonado pelos dois CDs, e já fazia tempo que eu não dava uma ouvida na parada. Logo de manhã, liguei o pc (não é meu, mas tá lá em casa) e passei os CDs para o mp3 player. Como levo trinta minutos de casa para o trabalho, deu para escutar quase o CD do The Hives quase todo, e estou escutando o cd do The Killers agora (isso mesmo, trabalho com o fone no ouvido e com o som no volume seis de uma escala que vai até trinta e dois).

Cara, eu nem me lembrava como esses álbuns foram importantes para minha vida. Meu primeiro contato com o The Hives foi quando a música Hate To Say I told you so (isso ai a música foi importante e mesmo assim não sei escrever direito o nome) tocou como tema de uma novela da Globo chamada O Beijo do Vampiro, e se bem me lembro era a música que tocava quando amanhecia. Foi só ouvir a guitarra sem distorção uma única vez, para que eu ficasse apaixonado de cara. Procurei a música durante um bom tempo, nessa época agente não achava as coisas tão facilmente na internet, isso se agente pudesse entrar na internet com a conexão discada (poucos tinham modem ADSL e internet banda larga). Um belo dia, num desses passeios de colégio, um amigo (que hoje já não é mais amigo) me mostrou o CD da trilha sonora do O Beijo do Vampiro. Porra cara, eu pirei na mesma hora, fiquei passando mal, devo ter ouvido a mesma música durante a ida e volta do passeio todo (fiquei contando o tempo para poder ir embora). Mas na hora da chegada em casa, tive que devolver o CD. Eu não podia deixar barato, eu tinha que ter aquela música para min. O tempo foi passando e a internet foi chegando, finalmente eu baixei a música (foi na casa do Pedro se bem me lembro). Vivi minha vidinha ignorante em relação ao The Hives durante um bom tempo, só ouvindo uma música. Sim eu conhecia outras bandas, até ouvia coisas bem diferentes, eu estava na fase do Sepultura e todos achavam estranho eu gostar do The Hives. O tempo passou mais uma vez e em uma das minhas idas ao Shopping com o Thiago (agente ia para ver filme, só que entravamos na FINAC ou na Saraiva e gastávamos o dinheiro todo com livros e CD), vi em uma prateleira um box com três CDs: Interpol – Turn... (é o CD que eu mais gosto e não lembro como se escreve o nome), The Libertines – Break up e The Hives - Vini, Vidi, Vincius. Acho que o Thiago não tivesse ao meu lado, eu teria chorado (não que eu tenha vergonha do cara, não tenho mesmo, ele é quase irmão). Meti a mão no bolso e peguei o ultimo dinheiro que me sobrava... (Sad)... mesmo com minhas economias, eu não tinha dinheiro para comprar, ficava faltando sete reais. Olhei para o Thiago (acho que ele viu o brilho nos meus olhos), perguntei se ele podia me emprestar, a resposta foi sim! Naquele segundo eu tive um orgasmo. Finalmente eu ia ter o CD com a música que eu mais gostava. Feliz, feliz, feliz, fui para casa e coloquei o CD no pc e ouvi umas vinte vezes e dessa vez ouvi todas as músicas. Hoje eu sou cara feliz por ouvir The Hives (tenho todos os cds e singles), minha música preferida não é mais aquela, agora é Tick Tick Boom do novo CD The Black and White Album.

Já com o The Killers, a história não foi tão boa e nem emocionante. Para falar a verdade eu nem estava a fim de ouvir a banda. O primeiro a me falar dela foi o Tavinho (Gustavo, que eu nem sei como anda). Depois de um tempo ouvia a música Somebody told Me e adorei, parecia música de boate GLS, tipo: maneira, dançavel (sim eu danço, mas só quando estou sozinho) e com uma letra bem louca. Um dia na casa do Jordan (outro com o qual a amizade, e essa era forte, não deu muito certo) eu gravei o CD. Foi amor a primeira tocada. Ouvi de uma vez e sem parar, a música preferida foi Midnight Show. Claro que depois eu ouvi os outros CDs que foram saindo, mas nenhum me agradou tanto quando o Hot Fuss e ele embalou os meus três primeiros anos de 2º grau (sendo que eu to no quarto porque estou terminando a parte técnica de Informática Industrial). Tirando Bones, eu já não tenho tanto amor pelas músicas do The Killers...

Como está nessa moda de fazer desafios eu lanço o meu:

1 – Três músicas importantes na sua vida (diga o nome da banda, e se lembrar o do cd, nessa ordem)?

Against – Sepultura – CD Agaisnt

O Ultimo romântico – Lulu Santos – CD Satisfação

Evil – Interpol – CD Antic

2 – Uma música que te lembre um momento ou alguém (ou os dois)?

Vinde a min do Dance of days do cd a “história não tem fim” me lembra a Ana. Ouvia essa música direto quando a conheci, e a música fala justamente do sentimento especial entre duas pessoas que são extremamente diferentes e que no final não podem ficar juntas pela distancia de seus mundos (nossa foi profundo!!!)

3 – Uma música que está presente quase o tempo todo e por quê?

Betterman do Pearl Jam, e é fácil saber o porque, é só olhar o titulo da música (homem melhor).

4 – Uma banda para ouvir tudo sem parar?

The Hives, da para ouvir até num enterro, por falar nisso eu quero que toque no meu crematório.

5 – Recomende uma banda a uma pessoa (esse pessoa não precisa ter blog e a pessoa deve baixar pelo menos um CD e escutar).

Já que o Thiago (Galáxia 07) gosta tanto de música, vou recomendar para ele o The Hives e aconselho a baixar o CD novo o The Black and White Album

6 – Passe esse desafio para alguém.

O cara gosta de música mesmo, então vai ser ele novamente. Passo o desafio para o Thiago.

OBS: Me amarrei nesse meu post...Gostei mesmo....

OBS: Só para lembrado do outro blog, Contos, café, poesia. Já deve ter post novo lá. AHH esqueci de dizer que eu estou achando incrível o fato de matar uma mulher cada vez que escrevo lá.

OBS: Ainda à procura de uma loira...(pode ser a Loira Suicida mesmo, eu até gosto do número vinte e três)....

12 Comentários:

Grahan disse...

É impossível para qualquer pessoa no mundo não ter nenhuma história da sua vida ligada à música. Ela convive com as pessoas. E se você acha que seus estilos musicais não são ouvíveis (que horrível!) quem dirá eu, então?!

O que me consola é que existem sonoridades que podem ser piores que qualquer música. Então sejamos felizes e aproveitemos tudo de bom que a música possa nos oferecer!

Jaque disse...

Hmmm, que história de amor emocionante, com Hives. Uahua! Eu tenho algumas músicas aqui, mas nenhum cd completo. Fiquei até com vontade de ouvir mais deles.
Já The Killers, eu não consigo ouvir por muito tempo, é uma banda que não chama minha atenção ( a não ser pelo Brandon Flowers, hahaha).

Boa sorte na sua caça à sua Loira Suicida, então. Hahaha!
:*

TOOP disse...

pois do The Killers eu tenho os dois... e do Hives um no pc.
E adorooooo Indie Rock!
Tudo que é alternativo, me chama mais a atenção.
;)

*sorte com a loira.
rs

♥M@cellY♥ disse...

Ufa... hoje demorei pra conseguir postar aqui...
rs
Então, bacana seu post musical... embora que prefira as MPb e os rocks nacionais da vida...
Cássia Eller minha amada que p diga... rss

Bjinhus... e pode deixar que a fase negra vai passar e o rosa vai ultrapassar a template do blog...
Até

Flávia Batista disse...

cara... the hives é muitooooooo legal!!!!
gosto pra caramba!
The killers escutei só uma vez, gostei também, mas como não tenho estado numa fase muito "rocker" da minha vida, continua escuntando meu bom e velho Guns n Roses... e umas musiquinhas pops que me deixam bem animada e com vontade de me divertir bastante!!!

;)

bj

Leo disse...

Não ouço nenhuma das bandas, mas sua história com o The Hives foi emocionante! ^^
Eu também já passei muito tempo procurando por músicas na net, só que no meu caso eram do The Offspring.
Fica a sugestão do The Hives e The Killers. Você falando tão bem, eu vou ter que baixar algumas músicas pra conferir.

pitanga disse...

The Killers é muit bom.. eu gosto bastante.. the Hives nãao escuto, mas como vc gosta muito, e és uma pessoa que eu julgo de bom gosto, vou escutar! (lembra daquela sua sugestão? kaiser chiefs?? baixei uns treês albuns.. adoreeei)!!

Desarranjo Sintético disse...

Olá, achei seu blog nos comentários do blog da Bianca Reith (AQUELAS ESTÓRIAS). Gostei do blog!

Vamos responder ao desafio...

1 – Três músicas importantes na sua vida (diga o nome da banda, e se lembrar o do cd, nessa ordem)?

Músicas que me marcaram porque gostei muito:

Complicated - Avril Lavigne (Let Go)
Mais uma vez - Jota Quest (MTV ao
Vivo)
Equalize - Pitty (Admirável Chip Novo)

2 – Uma música que te lembre um momento ou alguém (ou os dois)?

Você sempre será da Marjorie Estiano, pois quando fui viajar para MG, foi a primeira música conehcida que ouvi lá. Me senti em casa...confortado...

3 – Uma música que está presente quase o tempo todo e por quê?

Isso depende doq ue ando escutando, posso dizer que bem ou mal, sempre escuto dance music, e ultimamente faz bastante parte da minha vida Ana Carolina (Música Notícias Populares).

4 – Uma banda para ouvir tudo sem parar?

Maroon 5.

5 – Recomende uma banda a uma pessoa (esse pessoa não precisa ter blog e a pessoa deve baixar pelo menos um CD e escutar).

Eu recomendo para quem quiser, é diferente...

Maroon 5, qualquer CD. POP, R&B.
Luxúria, só tem um CD POP ROCK.
Amy Winehouse, Back to black, BLUES.

Aparece no meu:

www.desarranjosintetico.blogspot.com

Abraços.

Fábio!

Desarranjo Sintético disse...

Bah, fui dar uma bisbilhotada para ver a Somebody told me, e eu já conhecia, é bem legal sim! Apesar de parecer pelo post que temos gostos diferentes, eu também gosto de outras coisas, acontece que essas que me marcaram mais, mas escuto de quase tudo...Fui ver a Hate to say I told you so, do The Wives e descobri que, parece, está na trilha sonora do homem aranha...legal!

Mary West disse...

Nossos gostos musicais são bem parecidos mesmo. Eu particulamente gosto muito das duas bandas, naum nego meu lado groupie, até pq os dois vocalistas são gachenhooooooooss. Mas mudando o papo de menina, as duas bandas tem um estilo mais p/ cima e animam instantaneamente qualquer dia. Eu costumo me definir em 3 grupos, Interpol para despertar furia, Wilco para a melancolia e Death Cab p/ dias fofos. :)

Anônimo disse...

Oi guri!
Eu não entendo nada de música, nem de bandas - sejam as que estão tocando de “momento” ou as “feras” – gosto de escutar aquilo que me faz sentir bem – desde bandas emo a slipknot, do samba de Maria Rita a Henrique Iglesias – uma mistura total – só me nego a colocar na rádio e escutar coisas do tipo: “Créeeeeeuuuuuu” - isso afeta a minha inteligência.
Mas uma coisa é fato, a musica sempre está presente na vida das pessoas, nos fazem lembrar de épocas, de pessoas, de qualquer coisa, basta escutá-la que a lembrança vem à tona.
Gosto de escutá-las quando estou dormindo, me sinto numa paz!!

Beijos!

Thiago Borges disse...

Mil descupas pelo atrazo meu amigo, tenho andado muito ocupado mesmo. Não tenho entrado em blog de ninguem mesmo, mas agora que ganhei um pouquinho de tempo, passei por aqui (agora nem da para ler todod os posts, mas este eu li inteiro e gostei muito!!).

Parabéns pelo gosto caro Breno, eu tambem adoro o Hives, Interpol e Killers. Realmente "Tick tick boom" é o hit da vez, gosto muito e obrigado pelo indicação.

Achei muito interessante o desafio que você lancou e é claro que eu vou aceitar e em breve (sem atrazos desta vez), vou postar o desafio por aqui.

Depois passo para ler os outros posts que perdi.

Grande abraço