Sobre traição, namoro e passado

Como junho é o mês dos namorados, resolvi fazer uma homenagem a esse momento tão importante da vida do ser humano. Porque é fato de que ninguém vive sozinho, podemos estar até mal acompanhados ou acompanhados de ilusões ambulantes, porém sempre estaremos em companhia alheia.

Não vou negar que eu sou contra qualquer forma de compromisso, mais porque acredito que prazer é uma coisa que não tem que ser seguido de sentimento, do que pelo simples fato de não ser uma pessoa muito fiel. Tive poucas namoradas e essas mesmas poucas não foram tão importantes quanto deveriam ser, e também não fui “muito fiel” na visão política da coisa. Digo visão política porque, ao meu ver, nunca traí nenhuma delas, porque ao meu ver traição está inteiramente ligada a sentimentos. Breve explicação: só se trai uma pessoa quando se está ao lado dela sem sentir nada, ou quando se mantém um caso com uma terceira pessoa por quem se tem o mesmo sentimento que deve ser destinado a segunda pessoa. Algumas pessoas do sexo feminino, que freqüentam o blog, vão achar que isso tudo (sobre trair) é puro papo de canalha. Mas o que eu posso dizer? A verdade é que como os animais, o homem também é sugestionável pelos instintos. E a libido é um dos instintos mais forte em min.

Quando eu “saio” (sair aqui no rio tem um significado diferente dos outros estados) com uma garota (não vou mentir), não estou nem ai se ela é a mulher da minha vida ou se é com ela que eu vou passar a próxima semana. Eu estou interessado no que pode rolar naquele noite, se dali nós vamos para um motel ou para casa. E não sou só eu que penso assim, muitos homens pensam igual, só que não tem a mesma coragem de dizer isso em público.

Mas Breno, você sempre disse que é feminista? Que papo é esse de trair suas namoradas? Bom.... acho que esse fato de feminista foi o que me fez criar essa idéia sobre o que é fidelidade. Acho que as mulher (o ser feminino em geral) são as melhores coisas que existem. Dentro do ser feminino se encontram as verdades mais interessantes que o mundo pode nos apresentar, mas não que eu queira virar uma mulher, porque imagino o quanto é difícil ser uma. E o mais legal está nos pequenos detalhes (sempre é assim), exemplos simples: cada mulher (cada uma mesmo) tem um cheiro diferente, um modo diferente, uma visão diferente etc. (com nós homens, não é assim) Uma mulher nunca é a mesma, elas estão sempre em constante mudança, e isso é sem dúvida a maior prova da evolução. Não preciso ficar citando os diferencias que tornam as mulheres superiores aos homens, logo não preciso explicar que eu tenho total direito de provar de cada uma das mulheres que estiverem ao meu alcance.

Claro que tudo tem seu limite. Quando começo um relacionamento, gosto de deixar bem claro até aonde vai o meu sentimento pela pessoa e o que eu deixaria ou não de fazer em nome daquele relacionamento. O legal é que nenhuma das garotas com quem me relacionei, foi obtusa a essas “demarcações e limitações”, porque, afinal de contas, isso também da a elas o direito de sair com outras pessoas (acho que o nome disso é relacionamento aberto). Também nunca fui de sentir ciúmes, pois só me acho dono do que crio, o que me faz não me importar quando um “fofoqueiro” vem até minha pessoa dizer “Cara, queria te falar não, mas bem vi sua namorada saindo com um maluquinho, lá naquela chopada” ao que eu sempre respondo “É, to sabendo. Eu quem falei para ela ir na chopada!”.

Então porque namorar? Essa é uma boa pergunta...Poucas vezes fiz questão de namorar. E menor ainda foram as vezes que eu comecei um, porque a maior parte das minhas tentativas de iniciar um namoro, foram seguidas da frase “Ahhhh! Eu te vejo mais como amigo” (um dia vou explicar porque fico interessado nas garotas que choram na minha frente).


O que eu quero passar para a posteridade com esse meu post? Acho que só desejo que o mundo perca essa visão antiquada sobre os relacionamentos. Nenhum sentimento (eu tenho certeza disso) dura para sempre, uma hora ele se transforma em outro ou acaba sem deixar vestígios. Então porque não podemos ser livres para extravasar nossos impulsos sexuais, sem que isso conjure uma traição? Transar, nem sempre é igual a gostar (lembrem disso).


P.S: Sim, essa visão acima é realmente minha, não a tirei de outro blog. Como tudo que aqui post, essa também é original.

P.S1: Agradeço minhas ex por serem muito pacientes comigo e por estarem ao meu lado mesmo depois de terminado o namoro.

P.S2: Obrigado aos que leram o post.

P.S3: Só lembrando: po gente, custa nada dar uma passada lá e comentar >>>Trêsnecessários<<<

P.S4: Também atualizei o >>>Contos, café, poesia<<<

10 Comentários:

Jaque disse...

Acho que quando se trata de sentimentos, o mundo não precisa ser tão moderninho, quando realmente não precisa que seja. Pra mim, vc foi um pouco radical e generalizou em certos momentos. Têm casais que, estando com alguém que vale a pena, não sentem a necessidade de transar com fulaninha(o) porque a libido foi mais forte e blá, blá, blá.
Mas aí vc falou em "sair", ficar por ficar é uma coisa... namorar é outra. Se é um namoro aberto, sabe-se onde tá se metendo, blz. Se uma das partes não curte esse lance de poder das uns pegas em terceiros, nem adianta, vai dar em merda.
É uma questão de deixar tudo esclarecido, se os dois tiverem na mesma sintonia, que decidam o que é melhor pra eles.

Jaque disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

oie! Amor é um sentimento. todos os sentimentos são vivos. o que é vivo só se mantem vivo se for estimulado. quem é feliz pelo dinheiro só vai se manter feliz se continuar tendo dinheiro. o dinheiro acaba e o cidadão vira o ser mais depressivo do universo. pessoas depressivas são depressivas pq se sentem largadas e excluidas, se ela se sentem assim é pq as pessoas q deveriam ama-la e estar proximo a ela não estão, logo se pessoas depressivam tem companhia e ocupação não se sentem depressivas.

é o msm com o amor, se vc sente e n estimula ele acaba e morre.. tem que alimentar a criança se n ela morre de fome.

eu ja fui feminista vadia e cretina + aprendi a valorizar as pessoas pq de certo modo ninguem presta então não tenho pq fazer acepção de pessoas.

beijos

mustafa disse...

isso, desabafa, faz bem^^
zuera
que que eu posso falar obre iso, sou um infeliz no amor. tb nunca me apaixonei desesperadamente, nao tiver muitas namoradas...
nao conhecia esse seu lado feminista de superioridade feminina e tudo mais... nao acho que a mulher por se mulher é superior. a mulher é na verdade o sexo forte ¬¬ alias isso me lembra uma coisa heheh meu proximo post devera ser sobre as mulheres e seu lado demoniaco (nao, nao aquele que diz que a mulher é coisa do diabu... né isso nao.)
manero cara, bem "expressante" esse seu post.
faça sexo desenfreado e seja feliz kkkkk
mas nao perca as esperanças, quem sabe um dia vc num se apaixona casa e conta todas as suas loucuras pros seus netos?

Thiago Borges disse...

interessante linha de pensamento, mas faço o tipo romantico, acredito no casamento e tudo mais.

Quando estou solteiro fico com quantas aparecer, mas quando namoro fico só com ela. Algumas mulheres odeiam isso, ja outras morrem de procurar hehe

Abraço

Cineasta 81 disse...

Cansei de ser cachorro.
ps.: O canalha sempre arruma bons motivos para se manter canalha

♥M@cellY♥ disse...

Ai aiii
Não sou a pessoa certa pra falar de traição não...afinal saí de uma que me tirou a spernas e me deixou sem chão... Aff
E acabei me metendo numa outra confusão onde o lado oposto era o meu...

affffff

Bem...na verdade, acredito em amor fiel,daqueles de novela... Mas acho que ele pode estar emqualquer lugar, até mesmo naquela pessoa que ja tm namorada ou no amigo do seu namorado... vai saber...Se sentir, tem que pular de cabeça...

Acho que me perdi na minha linha de raciocínio... hehehhe Não to falando coisa com coisa! :p
Mas tudo bem...rsss Eu disse que não era a mais indicada pra falar sobre! rsrsss

Bjão!

Mary West disse...

Acho que um dos grandes motivos para eu ser uma solteirona é que sei destes tipos de podres. Oi? Se quer trair naum namora meudeos, simples assim.

Fábio disse...

Bom, primeiro que eu estou aqui de novo, andei demorando para postar por falta de tempo mesmo! Mas essa semana ceramente postarei! Agradeço seus comentários lá no blog! Eu comentei e dei meus pitacos em todos os posts anteriores, se você puder ler, ficarei grato! Faço questão de comentar, pois é um dos blogues que eu mais leio e que mais me lê tb!
Acho que fiquei meio indignado com suas opiniões, mas depois de ler o post inteiro, concordo com alguma coisa. Em primeiro lugar, mesmo que eu discorde, eu te respeito, afinal são suas opiniões e ninguém tem nada a ver com isso.
Eu concordo com o seguinte, se você está com uma pessoa e não sente quase nada por ela, e a trai, não chega a ser uam traição afinal não está envolvido o sentimento, mas se você olhar por outro ângulo, parece total papo de canalha, porque você estaria com alguém se não gostasse dela? Só porque o ser humano não consegue viver sozinho? Isso é papo para enrolar trouxa, na minha opinião. Agora por um terceiro ângulo eu acho corajoso de sua parte admitir o que pensa, principalemnte por ser contrário do que a maioria pensa, acho legal essa atitude e concordo com você que o prazer não precisa ser seguido de sentimento, mas o contrário pode acontecer, e normalmente acontece. E acho muito-mega-master-ultra legal de sua parte expor o quanto gosta, falar sobre limites no início de suas relações, isso deixa claro para a pessoa não te culpar depois e como você mesmo disse, deixa a pessoa aberta para fazer o mesmo. Acho que quanto a instintos animais, isso deve variar de pessoa para pessoa e obviamente os hormônios masculinos possibilitam que nossos instintos sejam mais aguçados digamos assim, o que não justifica qualquer traição mas sim julga a vontade do homem de ficar com determinada mulher tolhendo muitas vezes seus instintos em prol do relacioamento.

Abraço!

Fábio.

Leo disse...

Putz, tô discordando cada vez mais de você. ^^

Concordo plenamente, quando você diz que todas as mulheres são diferentes. Mas não entendi o porquê de você dizer que, com nós homens, não é assim.

Ah, eu faço questão de namorar. Sou até mais ciumento do que deveria. ^^
E creio que os sentimentos POSSAM ser eternos. [É uma possibilidade...] Ninguém aqui vai viver eternamente, ou voltar do outro lado [se é que existe um]pra nos dizer como é... Então, como dizer que algo é ou não eterno? Tudo que nos resta é cogitar. E permanecer com a dúvida para toda a eternidade. xD