Porque eu não gosto dos fãs de metal

Não tem nada mais chato do que um fã xiita. Eles são extremistas e bitolados que só conseguem ver um lado das questões envolvendo seus ídolos, e geralmente esse é o lado que mais agrada a eles, quase uma relação de “me engana que eu gosto.” Sou uma pessoa de poucos (quase nenhum) ídolos, primeiro porque acredito na máxima que não temos que ficar louvando outras pessoas que são tão plausíveis de erro como nós mesmos. Então não faço muita questão de saber se certo cantor usa cueca preta de bolinhas brancas, o que eu quero saber mesmo são informações sobre as músicas e, muito as vezes, sobre o cantor, mas no aspecto de criação ou cultura.


Mas os piores de todos os fãs xiitas que existem são os headbangers. Mais conhecidos pelo termo “metaleiros”, esses toscos/escrotos/chatos vem povoando a terra desde que a primeira banda de Metal subiu em um palco de algum bar perdido no meio do nada norte americano e desde então vem tomando a terra, as vezes em ondas crescentes, as vezes em pequenas vertentes. Na realidade não importa a freqüência (ainda uso as antigas regras) com a qual essas criaturas aparecem, porque só um deles é o suficiente para acabar com a minha noite.
Acho que não é segredo para ninguém que eu adoro shows de rock e tanto faz qual é o estilo do rock, pode ser EMO como pode ser Trash, para mim tanto faz. O que importa é que eu vou estar no lugar e ver os caras tocarem, improvisarem e criarem. Não vou só porque gosto de uma “bandinha” a parte, claro que a coisa fica boa se eu curto o som de quem estiver tocando. Porém tive que deixar de ir a shows de Metal só por causa da presença de fãs xiitas, muitas vezes amigos meus, que insistem em discussões idiotas do tipo: comparar quem é o melhor, quem é o mais bizarro, quem tem a barba/cabelo de cara mais legal... E essa nem de longe é a pior característica desse grupo de fãs. Será que eu realmente tenho que concordar quando alguém me diz que Metallica é zilhões de vezes melhor que Mega Death? Será que eu tenho que admitir em público que o Iron sem o Bruce não é nada?

O engraçado é que os fãs xiitas headbangers não tem uma diretriz certa, são tantos estilos dentro do Metal, que eu já vi dois carinhas que curtem Angra brigando só porque um deles afirmou que Angra é Metal Melódico e outro disse que era Metal Atmosférico. Ou seja, nem eles sabem o que querem.

O que eu queria? Que os fãs, independente da banda e do estilo, parassem de se achar melhor que terceiro só por ouvir um tipo de música X. Só não sei se isso é pedir demais.

Em fim... acho que não vou largar mais esse blog, mas vou postar menos vezes.
Alguns já sabem que agora eu escrevo em outro blog, um sobre literatura, por enquanto tenho me limitado aos quadrinhos, mas logo escreverei sobre um autor do qual gosto muito. Quem puder dar uma passar por lá, é só clicar aqui, que vai direto para o meu mais novo post.

11 Comentários:

Leo disse...

UHUL! SNM continua ativo e operante! Ainda bem. ^^

Cara, concordo em grau, gênero e número com você. Fãs xiitas são uma peste. O triste é admitir que eu já fui assim. Mas um dia a gente cresce e percebe que ninguém é perfeito. [Nem mesmo eu. HAHAHA! Foi sem graça, eu sei. xD ]

Também concordo na questão dos ídolos. Esse troço de ficar colocando as pessoas em pedestais é pura idiotice. Como diz uma música do Capital "Procuro tentar entender/ Por que sou importante pra você?/Já que é bem melhor ser importante pra si mesmo..."

Incrível. Um post que eu concordei com tudo que você disse. ^^

Até mais!

Grahan disse...

Concordo com cada letrinha que escreveste. Acho que não é novidade pra ninguém também que eu acompanho o trabalho de certa cantora nacional. Mas eu não fio atrás de saber a cor das calcinhas que ela usa (ou mesmo se ela usa calcinha). Meu relacionamento com qualquer artista é unicamente pelo seu trabalho. Eu não compro CD da banda X pq gosto de algumas músicas e o CD todo não vai me agradar. Mas já o álbum da cantora Y (ou W? hehe) me agrada. Enfim, gostos.
Quanto a essas discussões, realmente: elas não acrescentam nada e eu odeio conversas fúteis, que não saem do lugar.
Muito bom post! Tivemos um domingo musical hoje... isso é bom... hehe

Ceinwyn disse...

Na verdade, não são apenas os fãs de Heavy Metal, são fãs de qualquer estilo musical que são assim. Se for sub-gênero de rock então... basta dar uma olhada no orkut, nas comunidades góticas/psyco (as que leio frequentemente por conta do som), que o tipo de cobrança e comentário é o mesmo.
Fãs em geral são assim. Pega um fã hardcore de SdA pra ver se ele não fica tão chato quanto os de metal... enfim, fã é um bicho mto chato, seja qual for o objeto de adoração... eu me protejo da seguinte forma: não me isolo, mas tb não entro nas discussões... e se entro, imponho respeito pela minha posição. Ponto final. Sem tanto drama.

Mary West disse...

Fã naum muda, muda-se apenas o ritmo da música. Má eu tenho medo da galera metaleira. Pela feiura. Hahahahahah. :D

Andréia disse...

eu ja fui bem idolitra + hj em dia eu detesto esse tipo de coisa.. e confesso que metaleiros e afins sempre me assustaram..rs


bjux

Opcional disse...

Bitolado é quem fica num blog de merda discriminando um grupo de pessoas que gostam de um certo estilo de música. Como se todos os metaleiros fossem assim como você não hesitou em desmerecer: extremistas, bitolados, toscos, escrotos e chatos. Esse tipo de pessoas sempre vão existir independente do estilo musical meu caro ou você está esquecendo dos Rebeldes que influenciam criancinhas de 10 anos a se vestirem como aprendizes de putas(mesmo sendo homens); dos emos que tornam milhões de crianças e jovens que acham tão legal serem pessoas deprimidas e que são obrigados a usar esmalte, franja, pintar o cabelo de rosa, roxa, azul e influenciam crianças desde cedo ao homosexualismo; dos góticos que vão ao cemitério e praticam sodomização com outros mortos sem se preocupar com a sociedade e pelas doenças infecto-contagiosas que podem ser transmitidas através de vermes e bigatos HIV+ além de serem pessoas totalmente depresivas, individualizadas e auto excluídas da sociedade. E vê se pesquisa antes de escrever, Megadeath se escreve junto.
Grato

ronzi disse...

Ah! Mas vc gosta de mim, certo? Certo? Hã...

Flávia Batista disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

adorei esse post!

Jamais critique o idolo de um headbanger.. eles podem até te matar!

mudando de assunto, deixei um meme pra ti lá no meu blog...

beijao

Paulo Rocha disse...

Bom, bom, grande Breno, quanto tempo. Sim, os fãs xiitas podem ser chatos, mas isso geralmente quer dizer que são ignorantes. Um fã bem instruído e culto primeiramente não será xiita - será um realista esclarecido.
E isso vale para tudo. Música, cinema, quadrinhos, literatura... Dizem que todos tem direito a uma opinião, eu digo que todos podem ter, mas nem todos deveriam pensar que só o fato de terem opinião os fazem dignos de serem ouvidos.
Resumidamente: quando um fã te diz que Radiohead é a melhor banda do mundo, ele é idiota. Mas se ele diz que Radiohead tem uma poesia mais genial e uma sonoridade de melhor qualidade que Calypso, o idiota é você, se não concordar. E tenho dito!

Paulo Rocha disse...

Aliás, só avisando, o Distopia está definitivamente fechado por tempo indeterminado (pra sempre, provavelmente). Vide último texto.

Fred disse...

Olá, estou comentando depois de muito tempo depois do post, eu sei.
Bem, axei esse post por acaso, e gostei bastante... Mas caro amigo, nunca generalize deste modo, isso com certeza vai chegar a ofender os headbangers que lerem. Eu me considero um "metaleiro", mas não por discutir qual barba é mais legal - até porque isso fãs de QUALQUER estilo fazem... e chegam até a imitar seu ídolo - mas por ter conhecimento sobre o que escuto, sobre o que eu toco, e por admirar tal estilo, por motivos que eu acho que o faz ser melhor que qualquer outro. Me sentí comparado a um irracional batedor de cabeça.

Sucesso pra ti, não generalize porque ofende, e nao posso deixar de concordar que fãs ignorantes - os chamados posers, às vezes - são mesmo um saco.