900 mls de puro sentimento.


Seria legal se todos os sentimentos viessem engarrafados em embalagens bonitas e multi-coloridas, daquelas que quando você coloca no sol, fazem mil cores no ar e esse tipo de viagem que eu não to muito afim de escrever. A humanidade ia economizar certa quantidade de drogas diferentes e só haveria um único fabricante para esses sentimentos engarrafados, que monopolizaria a produção, deixando tudo por um preço mais acessível.Sei que é sonhos um pouco alto, mas acho que tenho esse direito.

Mas enquanto minha utopia não se realiza, tenho que ir atrás de velhos paliativos: o álcool, que já é uma mistura de sentimentos engarrafados onde você só precisa tomar cuidado com os mls ingeridos, pois no caso do álcool a quantidade é quem vai determinar o sentimento que você vai ter. Eu me considero um especialista no assunto, porque sempre sei quanto custa cada uma das minha emoções, por exemplo: um terço de Dreher com dois de Coca-cola, faz com que eu me sinta o cara mais feliz do mundo, isso é claro depois de uns três copos.

Esse final de semana pude colocar meus serviços de especialista em sentimentos gerados por álcool em prática, porque finalmente tirei o pé de casa e fui até o show de uma bandinha que estava rolando perto aqui por perto. A porra do show era tão ruim que eu fui de chinelo de dedo e nem entrei para ver a tal da banda tocando (a banda era Forfun, quem for do rio vai conhecer logo de cara), fiquei do lado de fora com um amigo (valeu Pimba, também te amo) vendo o movimento e ministrando as doses de Dreher com Coca da noite... pausa para pequena explicação: por que Dreher com Coca é a melhor mistura? Porque Coca é extremamente doce e gaseificada enquanto o Dreher é um conhaque a base de gengibre (um tipo de raiz de gosto forte e amargo). É melhor que Coca com Vodka? Sim! Mil vezes melhor... E a noite foi passando e eu tomando mais e mais do meu catalisador de bons fluidos, até que outros amigos se unem a nossa presença e posso despejar toda a minha felicidade como uma torrente única que sai pelo buraco feito no dique de contenção. Diverti-me mais ainda. Todas as pessoas que estavam do meu lado estavam lindas, o mundo era rosa, tudo era feliz e alegre, até mesmo a atitude idiota de uma certa garota foi facilmente ignorado. Em fim: foi a melhor noite desse ano!

Mas eu sempre tenho que fazer conclusões de tudo, então me sinto na obrigação de fazer só mais essa: Conclui que não importa o quanto você nade em direção contraria a maré, não adiante lutar quando a vitória não faz diferença, simplesmente deixe seu coração ditar quantos mls de felicidade você vai tomar dessa vez, porque a vida é triste se vivida encima de um castelo destruído (ouvindo luxúria) e fica pior quando você acha que está fazendo um bem para você mesmo e para os outros. Em outras palavras: “voltei a beber e nada faz a minha máquina parar, porque ela é sustentada a base da hipocrisia diária que está no ar!”

OBS: Tem gente que não ta gostando do que eu to escrevendo, fazer o que né?! Fico me perguntando se a pessoa não questiona o próprio nível intelectual e não o meu.
OBS: Obrigado a todos os que lêem essa bodega, até aqueles que não comentam!

10 Comentários:

Anônimo disse...

se eu fosse vc teria saído de lá direto p um show de forró pé de serra pq os velhinhos são uns verdadeiro saro e salvam o ânimo de qualquer um

Tanmi Morais disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Tanmi Morais disse...

não é campanha anti-alcoolismo, mas não se iluda com a bebida, essa felicidade é instantânea e muito passageira :S

ainda não inventaram sentimentos engarrafados...

mas ainda prefiro os originais de fábrica, que vêm dagnt, de uma forma natural e verdadeira.

, beeijo:*

Pitanga disse...

Breno, eu gosto muito de VC e quero muito o seu bem (como VC já sabe), não quero te ver bebendo dessa forma, isso não é bom pra vc. Foda-se os outros, o importante é oque é ou não bom pra vc. E beber para se sentir "feliz" nãao é bom.
se vocÊ não quer parar de beber por vc, faz isso por mim...

Mary West disse...

Bah jah fui de misturar horrores, hj em dia fico mais na cervejinha mesmo, até pq uma caipirinha por exemplo é um tiro no escuro, nunca se sabe quando vem boua ou não.

Beber faz parte. Pouvo moralista é sempre um sacow.

Desarranjo Sintético disse...

Bah, sempre fui de misturadas, e de bebidas doces, nunca provei esse mistura em específico, mas me atraiu horrores. Ao povo que eu chamo de "enchedores de saco dso blogs" eu digo: DANEM-SE!! UAHuahUAHUahU. Não eu não estou bêbado. Só que esse povinho que vem e só contesta e só o que não presta me faz rir aHUAHuhaUHUAuahu. É falta do que fazer!
Adoro noites como essa que acabam com gosto de diversão! A-D-O-R-O. Só não beba demais senão de "ódio" você vai para "contrariada" e acaba em "lama". Ahhahahah!

Abração Véio! Comentei os anteriores, dá uma lida lá!

Abração - Eu já disse que não tô bêbado!

Flávia Batista disse...

de vez em quando é bomexagerar na bebida... a gente se diverte muuuuuuuuito... mas n se pode fazer disso uma rotina...

bjinhos!

Jaque disse...

Meu fds foi "alegrinho" assim. Três dias, bebida, amigos... Tendo consciência do teu limite, o que vale é o momento.

Cabal disse...

Cara, olha só, tem que tomar cuidado pra não cair no vício, mas tú tá na idade mesmo, enche a cara essa porra, amanhã é amanhã, a ressaca moral vem mais passa, com o passar dos anos isso muda, cancei de ouvir gente falando que eu bebia demais, todo final de semana era cachaça com coca, fanta, suco de laranja, o que tivesse ia pra dentro, e era massa, mas hoje em dia fico diboa, dentro de casa, tomando minhas latinhas, claro que saio e bebo fora também, mas hoje estou mais relax com a vida, tem coisas que só o tempo vai te mostrar cumpadi, por isso mete o pé na jaca enquanto pode.

Leo disse...

Desculpa velho, mas não tem como eu não me revoltar diante de um post desses. A vida é tua, tu faz o que quiser, mas, pra mim, se você depende de um substância qualquer (seja ela álcool, nicontina ou heroína) pra se sentir feliz, você é menos esperto do que eu imaginava. (Para não dizer coisa pior.)

Gosto de como você escreve, dos assuntos que aborda e do blog em geral. Pena que não posso dizer o mesmo deste post.

Até mais!