Fã-clubes




Poucos pôsteres poderiam fazer parte da minha parede, simplesmente porque não sou um cara que cultiva ídolos. Se bem me lembro já até abordei esse assunto aqui no blog. Não gosto de ficar achando esse ou aquele cantor o mais foda do mundo, de ficar dizendo que aquele carinha em questão é o melhor ou que concordo 100% no que alguém diz. É loucura esse tipo de coisa, chego até ter um pouco de pena de quem age assim, porque isso é maior prova de que a pessoa não tem amor próprio.

Mas nem tudo são insultos a quem faz parte dos fã-clubes. Primeiro porque eu não posso ficar insultando todo mundo assim sem mais nem menos. Segundo porque conheço algumas pessoas que fazem parte de fã-clubes e sei que elas não são de todo mal e podem ser até meio normais, enquanto o assunto não for o(s) ídolo(s) pelos quais são apaixonados. Porém, o que eu tenho mesmo que admitir é que existem pessoas no mundo capazes de fazer uma série de coisas extraordinárias e sem igual, que faz delas melhor que a maioria.

Uma dessas pessoas, a qual eu jogo extraordinária, é Ian Curtis, o vocalista da banda oitentista chamada Joy Division. Bom, não vou ficar aqui falando sobre o cara, o site Wikipédia já faz isso para mim, então vou tirar um trecho de lá:


“Ian Curtis decidiu seu destino após assistir a uma apresentação dos Sex Pistols em 1976, onde ele se convenceu de que queria estar no palco, e não no meio do público. Ian então conheceu os jovens Bernard Sumner e Peter Hook. Bernard e Peter contaram a Ian que estavam tentando formar uma banda e ele se propôs a ser o vocalista e escritor das letras — e os três então firmaram o acordo.”

Quem estiver quiser ler mais só passar aqui > Ian Curtis, tem a história completa dele.

O Ian não foi um grande homem, nem tinha grande idéias, era depressivo e muito mais inteligente que a maior parte das pessoas, mas mesmo assim ele é o que chega mais de perto de ídolo para mim. Porque? Porque o cara é demais, escreve as melhores letras que eu já pude ouvir, a música dela é sem igual e tem uma assinatura só dela, você realmente sente o Joy Division quando escuta o Joy Division. A coisa toda é simplesmente mágica. Fora o fato de que a dança do epilético que ele faz é muito legal. Em fim, Ian Curtes pode ser um grande depressivo sem futuro, que teria caído no esquecimento se estivesse vivo, mas mesmo assim ele é o cara que eu admiro.

Fiz um pequeno texto baseado na música Shadowplay, to no outro blog no Contos, café, poesia (sim, isso é um link, clique e você poderá ler o que eu escrevi)*, porque essa é a música que eu mais gosto da banda e porque é que mais me passa a essência de Ian Curtis.

8 Comentários:

Mary West disse...

AIN MEODEOS! Tu curte o Ian? Eu amoooooooo ele. Como toda fã de Interpol, naum pude deixar de sair atras da banda que tanto falam que inspiraram os mesmos e te digo que até hj naum descobri a verdade. Essa é a beleza do Joy, um mistério que sempre vai além da nossa compreeñção, apenas sabemos que muita beleza ali tem. Muita mesmo.

TOOP disse...

É tão bom esses rapazes rock'n'roll.

E adorei! Vc tem muito bom gosto. E Joy, :) ADORO!

*gostei do novo lay.

;)

Desarranjo Sintético disse...

Bom, eu não conheço lá muito ele, nem a banda! Mas já escutei alguma coisa. Devo ter algumas coisas baixadas deles.
Também nunca tive essa de ídolos, nem me apaixonei por nenhuma celebridade, nem fiz loucuras. Por isso te entendo. Parece que todo mundotem ídolos, e se pensarmos, é meio irracional, como você mesmo disse. Acho que o mais perto de ídolo que tenho é algum escritor...hehehe!

Abraços.

Fábio.

Izze. disse...

Ah,sou como você. Não idolatro ninguém, são apenas pessoas que fazem um bom trabalho, ao meu ver.

Anônimo disse...

Alguma influência de sábado?

nem ouso delimitar...

Vc já sabe o que eu acho do Ian e do Joy né?

Ah, bom saber q a parede do seu quarto é clean ;)

***

Tatah Marley's Confissões disse...

nunca nem se quer ouvi falar neste cara e muito menos na banda (sim, eu vivo dentro de uma bolha), mais agora vou procurar saber mais..
E no mais.. fã clube pra mim é um PORRRE, pura perda de tempo.. tem maneiras mais sadias e comportadas de voce demonstrar adimiração por algum cara, ou banda e afins, sem agir como um(a) tiete desesperado(a) como muitos por aí..
beijinhos!

ღ mey ♥¨`*•.¸¸.•*´¨♥ღ disse...

olha, lembro de ter escrito sobre um documentário que saiu sobre ele, lá no blog...

bjs!
poooo nem me respondeu no msn hj né
:(

Anônimo disse...

não o conheço + ele tem um cara de menininho meigo e certinho..

beijokas