"Sete pecados: Ira"



No post anterior, eu comecei a falar sobre os pecados que nos distanciaram (ou nos aproximaram) dos Deuses. Comecei pelo meu preferido que é a Luxúria, e agora vou falar sobre a Ira, que na minha opinião é o pecado mais pró activo que possa existir. Quando eu digo que ele é pró activo, quero dizer que a ira, não é apenas um sentimento de destruição e ódio por determinado elemento ou pessoa. A irá é construtiva (essa talvez seja a curiosidade dela). Estamos tão acostumados a ver a irá como um sentimento ruim e pesado, que nem nos damos ao luxo de pensar que a ira, em meio a sua destruição, cria e ajuda a construir outros sentimentos como o amor, a alegria, e satisfação. Quem nunca sentiu amor por algo que construiu ao ponto de bater em alguém que o quebre? Quem nunca se sentiu alegre ao destruir algo só por estar com raiva? Quem nunca se sentiu satisfeito só por ter se vingado? Sei que muitas pessoas vão dizer "Não! Eu nunca senti isso" simplesmente não vou discordar, só posso dizer que além de pensar estar mentindo para os outros, o ser humano que não admite sentir amor pela destruição alheia, está mentindo para si mesmo, pois destruir, vingar-se, odiar, são sentimento que nós necessitamos sentir. Concluo dizendo que a ira, se bem usada, pode ser um forte aliado, mas o problema se encontra quando deixamos que ela nos domine e nos faça de escravos...


4 Comentários:

A gih. disse...

Tenho medo da Brit nesse momento 'In Ira'

Super Nada disse...

Todos nós temos...

Mary West disse...

Olha naum lembro tb a ultima vez q fikei irada. Até pq no mundo a vivemos atualmente nem temos permissões p/ descarregar esse sentimento. Mandar geral sefuder seria o maximo mesmo. ;)

lnj disse...

Bodinho meu emO preferido!

pow...em parte ate q concordo com o q vc diz...
i...de vez em sempre eu tenho vontade d quebrar meu pc...
mas como preciso dele para comentar aki...
entao controlo um poko a raiva...
rs

bj